{Resenha} Simplesmente Paraíso - Julia Quinn

Oi, Herdeiros !

Hoje tem resenha do livro Simplesmente Paraíso  da diva Julia Quinn pra vocês !

Páginas: 272 - Autora: Julia Quinn - Editora: Arqueiro
 
SINOPSE
 
Honoria Smythe-Smith é parte do famoso quarteto musical Smythe-Smith, embora não se engane e saiba que o dito quarteto carece sequer do menor sentido musical e tem esperanças postas que esta seja a última vez que se submeta a semelhante humilhação. Esta será sua temporada e com um pouco de sorte conseguirá um marido.
Durante um jantar, põe seus olhos em Gregory Bridgerton, um dos mais jovens da família Bridgerton. Sabe que não está apaixonada, mas ele parece uma opção mais que válida.
Marcus Holroyd é o melhor amigo do irmão de Honoria, Daniel, que vive exilado na Italia. Ele prometeu olhar por ela e leva suas responsabilidades muito seriamente. Odeia Londres e durante toda a temporada, permaneceu vigilante e intermediou quando acreditava que o pretendente não era o adequado.
Honoria e Marcus compartilham uma amizade, pouco atípica, fruto dos anos que se conhecem e que o torna parte da família.
Entretanto, um desafortunado acidente faz que ambos repensem sua relação e encontrem a maneira de confrontar o que surge entre eles, se tiverem coragem suficiente.
 

RESENHA 
 
Simplesmente Paraíso é o primeiro livro da nova série dos romances de época da diva Julia Quinn, Quarteto Smythe-Smith, lançada esse ano (2017). O livro começa contando a história de Marcus Holroyd que é deixado de lado pelos pais na sua infância, depois vai para um colégio e se torna o melhor amigo de Daniel.
Honoria, a irmã caçula de Daniel, sempre estava entre eles tentando lhes chamar a atenção. Marcus passa a conviver mais com a família de Daniel do que com seu próprio pai.

Os anos se passam, Marcus se torna herdeiro do condado de Chaterris. Daniel é exilado do país (sem spoilers) e dá a Marcus a missão de proteger sua irmã Honoria de casamentos com homens que não fossem dignos da honra da irmã.
Marcus se torna um homem maravilhoso, porém um tanto reservado, tendo dificuldades de expressar seus sentimentos.

Honoria, já em idade de se casar, é agora a violinista do Quarteto Smythe-Smith. O quarteto se apresenta anualmente por uma tradição da sua família, em que todas as filhas da família aprendem (ou não) a tocar desde cedo seus instrumentos. O quarteto só é desfeito até que uma delas encontre um marido. O problema é que elas são muito desafinadas, mas, por tradição da família, não podem escapar do recital.
Embora não seja tão boa violinista como se esperava que ela fosse, não abre mão de tentar dar o melhor de si nos recitais para honrar sua família.
Honoria também é uma excelente amiga tanto para Marcus quanto para suas primas. Ela é fiel, sensível e engraçada.

Com a missão de Marcus de proteger Honoria, ambos acabam tendo uma aproximação e os dois começam a desfrutar de um sentimento doce e simples.

 
MINHA OPINIÃO
 
Eu achei a leitura simples. Confesso que sendo um livro de Julia Quinn eu esperava um pouco mais.
A escrita dela continua maravilhosa como na série anterior Os Bridgertons, porém, a história em si não me tirou suspiros.
Na minha opinião é uma leitura boa, mas não avassaladora.
Uma pena...eu estava esperando mais. Espero que os outros livros da série sejam melhores.
O box e a diagramação dos livros são lindos. Fiquei encantada!
 
 


2 comentários:

  1. Ainda não li nenhum livro dessa autora, mas sempre vejo boas resenhas :)

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Monyque!
      Os livros da Julia Quinn são maravilhosos. Vale a pena ler !
      Beijos, obrigada pela visita no blog.

      Excluir

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo